quinta-feira, 27 de março de 2014

Lusitanização do Brasil

Em 1500, o Brasil é descoberto pelo navegante Pedro Álvares Cabral. Entretanto, a colonização e ocupação das terras brasileiras começam realmente em 1532. Nesse tempo, a Língua Portuguesa começa a ser implementada em nossa nação. No Brasil do século XVI, a língua dos colonizadores inicia-se a fixar na América Portuguesa, e, com isso, acaba entrando em contato com as línguas dos povos que a habitavam, as línguas indígenas.
Segundo Eduardo Guimarães (2005), podemos dividir a lusitanização no Brasil em quatro momentos. Começa com a colonização até a saída dos holandeses. O segundo momento refere-se à saída dos holandeses e chegada da Família Real Portuguesa. O terceiro compreende a chegada da Família Real Portuguesa e a proclamação da República Brasileira. Já, o último inicia-se em 1826 e termina em 1930.
Na primeira fase, que compreende o início da colonização com a saída dos holandeses do Brasil, as línguas mais faladas eram as gerais. Elas eram línguas indígenas utilizadas por portugueses e índios, nas diversas relações que possuíam. O português era utilizado em documentos oficiais e para assuntos oficiais da Coroa Portuguesa. O holandês era uma língua europeia concorrente da Língua Portuguesa.
Na segunda fase, que se inicia com a saída dos holandeses e termina com a chegada da Família Real, não há outra língua europeia sendo utilizada no Brasil. Há a convivência das línguas gerais e da portuguesa. Entretanto, Portugal define termos para a colonização e domínio efetivo do Brasil. Em 1757, o Diretório dos Índios, determinado por Marquês de Pombal, põe fim à utilização das línguas indígenas. Elas não podem ser ensinadas nas escolas e nem utilizadas para quaisquer outros fins. Nessa época, também, o número de portugueses aumenta significativamente e dos escravos trazidos da África. Só no século XVIII, foram trazidos 1,3 milhões de negros para cá.
Já o terceiro momento, começa com a vinda da Família Real Portuguesa e termina com a proclamação da República. Que equivale ao período entre 1808 e 1826. Juntamente com a Família Real, vieram para o Brasil cerca de 15 mil portugueses. Com a iniciativa de tornar o Rio de Janeiro capital do Império, Dom João VI cria a imprensa brasileira e a Biblioteca Nacional. Com isso, a Língua Portuguesa é muito fortalecida no Brasil.
O último período inicia-se com a República. Há uma grande mobilização entre os pensadores da época sobre a identidade da língua oficial do Brasil. Passa-se a aceitar que a Língua Portuguesa utilizada aqui possuiu diversas particularidades ocasionadas por influências de línguas indígenas e africanas, principalmente. Entre 1818 e 1820, tem início a imigração para o Brasil. Alemães, italianos, japoneses, coreanos, holandeses e ingleses. Fixam em diferentes regiões do país, assim, influenciam o português de diferentes regiões, acentuando ainda mais os sotaques de cada lugar.
Podemos concluir que a Língua Portuguesa, no Brasil, sofreu influência de várias outras como as indígenas, africanas, europeias e asiáticas. Assim, nossa língua possui diversas particularidades e diferentes sotaques. Isso se deve a grande extensão do país. Algumas regiões receberam interferências de determinada língua mais do que outras. Além disso, as diferentes fases pelas quais passou a história brasileira interferem em qual língua era a mais utilizada.
Referências Bibliográficas
GUIMARÃES, Eduardo. A LÍNGUA PORTUGUESA NO BRASIL. 2005. Disponível em: <http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?pid=S0009-67252005000200015&script=sci_arttext>. Acesso em: 02 mar. 2014.


Nenhum comentário:

Postar um comentário